A satisfação em morrer em Disc Room

Quando vi Disc Room pela primeira vez em um e-mail de divulgação, não achei que fosse lá grandes coisa. Afinal, quem quer desviar de discos infinitamente em quartos pequenos? Então a principio, coloquei ele na categoria ‘Super Meat Boy’ de jogos que provavelmente vão ser difíceis demais pra mim… PROS OUTROS, e não pra mim. Bom para minha surpresa, chega até mim uma cópia do game, e como todo game que recebo, pelo menos jogo para resolver se vou, ou não, cobrir o mesmo.

disc room 1

Nem preciso dizer que Disc Room é tudo que parece, mas é muito mais que isso. O game é, realmente, sobre desviar de discos. E como esperado, temos habilidades que desbloqueamos ao longo do jogo e nos ajudam a progredir. Mas Disc Room abusa de todo tipo de mecânicas diferentes para te fazer, de fato, apreciar a morte.

Então qual a moral?

O jogo funciona da seguinte maneira: são vários quartos ao estilo The Binding of Isaac, e cada um possui um desafio diferente do anterior. Esses desafios podem ser sobreviver tantos segundos, morrer tantas vezes, morrer de formas especificas e por ai vai! Cada desafio, quando completo, abre uma das passagens do quarto, e por ela, você progride para o próximo. É possível ir e vir de quartos a vontade, deixando desafios para trás e voltando para completar eles mais tarde. Existem ainda, quartos de guardião, ou chefes para melhor entendimento. Esses possuem, cada um, sua mecânica própria para derrotar o mesmo.

habilidade

Ao longo da sua jornada, como citei acima, existiram habilidades desbloqueáveis para lhe ajudar. A primeira por exemplo, é um dash que lhe permite atravessar inimigos, e é desbloqueada ao morrer para 4 tipos de discos diferentes. Vale citar, temos até uma espécie de enciclopédia de discos, glossário ou bestiário, como preferir. Outra habilidade lhe permite desacelerar o tempo a sua volta, enfim, todo tipo de estratagemas. Porém, você não pode usar todas as habilidades ao mesmo tempo né, espertalhão?

quadrinhos

Além do gameplay em si, temos alguns quadrinhos que apresentam a história do game de tempos em tempos. A história não é o foco, mas eles são tão bem feito que você não vai querer pula-los. E você pode conferir eles novamente a qualquer momento pelo menu do game. A arte do jogo, apesar de simples, cumpre seu papel e tem uma personalidade própria. Apesar das linhas grossas lembrarem e muito Isaac. Elas também me lembram de alguns jogos de flash de navegador (por algum motivo). A trilha sonora do jogo também não decepciona, sempre acompanhando a ação.

disc room 2

Dance conforme os discos!

Enfim, sem dúvidas, Disc Room irá lhe roubar umas boas horas de vicio se você der um chance a ele. No momento o game está custando R$28,99 no Steam. A verdade é que talvez, se você ainda estiver em dúvida sobre o jogo, esse é um valor um pouco acima do esperado. Nesse caso, talvez valha esperar uma promoção. Mas não entenda isso errado, Disc Room com certeza vale os vinte e nove reais, é só que, com certeza, não é um jogo para todo mundo. No mais, você pode conferir, abaixo, uma gameplay do jogo até o segundo guardião.

E para mais jogos como esse, já sabe! TGR!

Compartilhe isso:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *