Sua tribo em As Far As The Eye

Desenvolvedor
Unexpected
Publisher
Goblinz Studio e Maple Whispering Limited
Lançamento
10.09.2020
Plataformas
PC

As Far As The Eye é um game de gerenciamento, procedural, em turnos, onde você cria, expande e administra uma espécie de tribo nômade. Ele foi desenvolvido pela Unexpected Studio e lançado oficialmente no Steam no dia 10/09/20. Nele você lidera pequenos seres aos quais o game se refere como ‘pupils’, ou pupilos, enquanto foge de uma grande onda! Essa grande onda define o número de turnos que você tem até o game over, mas diversos outros desafios também pode encerrar sua jogatina mais cedo. O que faz de As Far As The Eye, também, um roguelite. Tão complexo quanto seus colegas de gênero, o game traz uma porção de variáveis para você gerenciar.

Os mapas procedurais se dividem em ‘halts’, que são basicamente as áreas pelas quais andamos, exploramos e coletamos recursos. Temos diversos halts até chegar ao objetivo final e fugir da inundação. Cada halt traz um conjunto de desafios específicos, com seus respectivos recursos necessários para progredir. É possível, ainda, trazer recursos de outros halts anteriores. Mas nem pense em farmar muito, lembre da onda!

halts de As Far As The Eye

Entre um halt e outro, além dos recursos, ainda é possível levar algumas das suas construções. As marcadas como ‘portáteis’, desde que você tenha um pupilo apto para carrega-la. Ah, se preferir, você pode conferir o inicio do game logo abaixo!

Jovens gafanhotos

Seus pupilos desempenham as mais diversas ações. Eles podem criar recursos, construir, explorar e muito mais. Quanto mais eles realizam essas coisas, mais eles aprendem e evoluem suas habilidades. Habilidades com muitos caminhos e escolhas, que definem, ainda, a aparência deles. Vale citar, os pupilos são pacifistas, não existe combate, isso não quer dizer que não existam perigos… o jogo traz uma porção de eventos para acabar com a sua tranquilidade.

upgrades dos pupilos de As Far As The Eye

Ao terminar com os recursos de um certo local por exemplo, o game irá lhe punir. Em As Far As The Eye, você precisa levar em consideração o meio ambiente a sua volta. Ou seja, nada de esgotar florestas e recursos por aí. Talvez a mãe natureza se irrite e te apresente alguma penalidade. Febre em todos os seus pupilos por exemplo, catástrofes naturais e todo tipo de ameaça. Posso afirmar com certeza que, se a mesma mãe natureza do game cuidasse aqui da terrar, nós humanos estaríamos extintos por agora!

A natureza não é gentil, mas o game é!

O game tenta ser gentil e delicado em todos os aspectos com você. Não se engane, o jogo não é fácil, muito pelo contrário. Mas não apresentar combate traz uma vibe muito mais tranquila ao seu gerenciamento. Nada de movimentos bruscos ou animações barulhentas. Os pupilos praticamente saltitam pelo mapa, em vez de correr, para se movimentar. A coleta de recursos tem animações engraçadinhas em que os pupilos pegam os itens quase por mágica, com uma espécie de dança ou coisa parecida.

Vale citar, a ‘campaign’ ou campanha do game, é basicamente um tutorialzão de 5 capítulos, que eu recomendo fortemente mesmo para players experientes. Apesar de todos os elementos semelhantes a outros game de gerenciamento, As Far As The Eye traz muitos detalhes únicos que você vai precisar entender.

Você ainda pode facilitar as coisas usando das melhorias do conselho, que você troca por uma currency adquirida no game. Você pode, inclusive, conseguir mais dela se escolher bem quais habilidades dos seus pupilos deseja melhorar.

Continue a nadar

Enquanto fugir da onda deveria ser seu maior desafio, você normalmente vai morrer de fome ou se desastres naturais antes, o que passa a impressão de que talvez a dificuldade do game tenha sido colocada no lugar errado… por vezes, mesmo gerenciando corretamente, tendo sorte, tendo os recursos e tomando todas as decisões corretas, um evento ocorrerá e não tem nada que você possa fazer diferente para se salvar dele. Ou pelo menos essa é a sensação geral. Algo que, quem sabe? pode ser ajustado no futuro.

Seu objetivo em As Far As The Eye é, basicamente, continuar a caminhada de sua tribo e não morrer. Se você achar isso muito difícil, sempre pode criar um game customizado para facilitar (ou dificultar) as coisas.

È uma tribo valiosa?

Nem preciso comentar sobre os gráficos e trilha sonora do game. Eles compõe um estilo e personalidade única que realmente nos traz a aparência de novidade. O game tem uma boa porção de opções de gráfico e fica leve o suficiente para rodar na sua calculadora.

Por fim, se você curte jogos de gerenciamento em um geral, As Far As The Eye é o game para você, se não, talvez o ideal seja esperar um promoção. Como se trata de um game 0 violência, também é interessante para introduzir players ao básico de gerenciamento. O jogo está custando R$47,49 no Steam. Valor que vai se pagar se você aproveitar seu conteúdo na integra. Enquanto está aqui, que tal conferir algumas análises?

Prós

  • Customização impressionante de habilidades
  • Uma sensação diferente a um game de gerenciamento
  • Arte e trilha sonora impecáveis

Contras

  • Eventos inesperados tornam o game frustrante
Compartilhe isso:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *