Simples e desafiador – Tenderfoot Tactics

Desenvolvedor
Badru, Michael Bell, Isa Hutchinson, Taylor Thomas, Zoe Vartanian, Madison Pathe
Publisher
Ice Water Games
Lançamento
21.10.2020
Plataformas
PC

Mais uma pérola em um mar de indies! Tenderfoot Tactics é simples e desafiador ao mesmo tempo. Se trata de um game lançado dia 21 de Outubro pela Ice Water, sendo desenvolvido por uma galera: Badru, Michael Bell, Isa Hutchinson, Taylor Thomas, Zoe Vartanian, Madison Pathe. Um RPG que combina exploração em mundo aberto e combate tático de uma forma magistral. Confira tudo que você precisa saber sobre essa obra de arte logo abaixo. Tenho certeza que você não vai se decepcionar…

batalha 1

Nele você controla um grupo de Goblins, com mais integrantes podendo ser adicionados ao longo do tempo. Durante sua jornada você irá encontrar equipamentos e itens, como esperado. Podendo distribuir eles pelos integrantes do grupo a vontade. E ganhando XP, novas skills podem ser desbloqueadas para cada goblin. Eles ainda tem um sistema de melhoria por meio de classes, cumprindo certos requisitos para se tornar um goblin tunadão! Não se engane, apesar de todo o sistema de RPG envolvido, e do mundo aberto para exploração, ainda estamos falando de um jogo de combate tático, em turnos.

goblins

Um exército de goblins!

O combate é, sem dúvidas, uma das melhores partes desse jogo. A impressão que temos é de tudo foi simplificado, e ainda assim, não faltam informações para tomarmos as escolhas necessárias na hora de avançar. No sistema do jogo, cada goblin pode atacar uma vez e andar uma vez por turno, com todos eles tendo a disposição de andar 4 blocos. A não ser, é claro, que você queria atravessar algum terreno difícil, mas não se preocupe, o jogo deixa claro até onde você pode chegar.

classes

Tenderfoot Tactics tem um jeito interessante de permitir a melhoria dos goblins. Acontece que, sempre que matamos um inimigo, ele deixa XP no chão, isso durante a batalha mesmo. Ou seja, precisamos passar em cima com o goblin que queremos que fique com o XP antes da batalha terminar. Se esperamos o final da batalha, o XP é divido entre todos. Por vezes me vi com alguns goblins extremamente piores que outros quando falamos de experiência, por conta dessa pequena mecânica.

mundo aberto

Sem direção…

Andamos então por um mundo aberto. Na história do game, estamos cercados por uma misteriosa névoa, dentro da qual, encontramos todo tipo de inimigos. Inclusive espíritos gigantes extremamente bizarros com desafios únicos. E a medida que derrotamos esses inimigos, a névoa se dissolve, dando espaço a um colorido característico do game.

espirito

Com nosso amigo pássaro, podemos sobrevoar e identificar todos os perigos a nossa volta, assim escolhendo quais batalhas queremos enfrentar. Mas fique tranquilo! Não se trata de um roguelike, então, quando morremos, voltamos ao checkpoint que estiver marcado como nossa casa. Também é possível tentar novamente a batalha mais recente. E ainda, outros marcadores como itens, plantas e mapas aparecem mais a frente em nossa exploração.

pássaro

Vale citar mais dois pontos dessa mini obra de arte. Os gráficos únicos, simples e extremamente perfeitos para mostrar o que interessa sem gerar distrações. E a trilha sonora, incrivelmente bem trabalhada para um game desse calibre. Não me leve a mal, os R$47,49 do game não são baratos, mas sem dúvida nenhuma se pagam facilmente pelo conteúdo oferecido.

itens

Quer saber algo mais sobre o game? Faça um comentário ou me encontre nas redes sociais para falar sobre. Ficou na dúvida sobre comprar? Confira a gameplay de aprox. uma hora do game, até o primeiro guardião.

Para mais jogos como esse, já sabe, TGR!

Prós

  • Combate tático simples e satisfatório
  • Gráficos diferentes e revigorantes
  • Jogabilidade simples e intuitiva
  • Ótima trilha sonora

Contras

  • Mapa eventualmente da a sensação de vazio
  • Falta de um senso de objetivo definido
Compartilhe isso:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *